Circo Mínimo
news menu leftnews menu right
 1988 – “Circo Mínimo”, de Rodrigo Matheus, direção de Eduardo Amos
1993 - “Prometeu”, direção de Cristiane Paoli Quito. Prêmios no Festival de Teatro de Curitiba.
1997 – “Deadly”, direção de Sandro Borelli, criação No Ordinary Angels. Vencedor Cultura Inglesa Festival. Prêmio no Festival de Edimburgo, Escócia.
1998 – “Orgulho”, de Rodrigo Matheus, direção de Carla Candiotto.
1999 – “Moby Dick”, de Hermann Melville, direção de Cristiane Paoli Quito.
2000 – “Ladrão de Frutas”, inspirado em “O Barão das Árvores”, de Italo Calvino. De Marcos Damigo, direção de Rodrigo Matheus. Indicação para o Prêmio Coca-Cola Femsa.
2001 – “História de Pescador”, inspirado no romance “Velho e o Mar”, de Ernest Hemingway. Criação e direção de Rodrigo Matheus.
2001 – “Gravidade Zero”, de Mário Bortolotto, direção de Elias Andreatto. Vencedor Cultura Inglesa Festival.
2002 – “Babel”. Concepção e direção de Rodrigo Matheus. Projeto vencedor do Cultura Inglesa Festival.
2003 – “João e o Pé de Feijão”, direção de Carla Candiotto. Criação de Carla Candiotto, Ricardo Rodrigues e Rodrigo Matheus.
2006 – “Road Movie”, de Nick Whitfield e Wes Williams, direção de Carla Candiotto. Projeto vencedor do Cultura Inglesa Festival.
2007 – “Circo Máximo”, criação e direção de Alexandre Roit e Rodrigo Matheus. Vencedor do ProAC e do Prêmio Myriam Muniz Funarte.
2008 – “Miranda e a Cidade”, de Aimar Labaki, direção de Rodrigo Matheus.
2009 – “NuConcreto”, criação de Rodrigo Matheus, roteiro e direção de Alexandre Roit e Rodrigo Matheus.
2012 – “Jucazécaju”, de Gilles Eduar, adaptação de Rodrigo Matheus. Direção de Carla Candiotto, com Cafi Otta, Maíra Favacho e Manoela Rangel. Espetáculo infantil, selecionado para o Teatro Alfa, indicado para o prêmio CPT – Melhor Espetáculo e pelo trabalho estético.
2014 – “Simbad, O Navegante”, adaptação Alexandre Roit, Carla Candiotto e Rodrigo Matheus a partir das Mil e uma noites. Eleito pelo Jornal O Estado de São Paulo o Melhor Espetáculo Infantil de 2015, vencedor do Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil (antigo FEMSA) em 4 categorias: Melhor Espetáculo, Melhor Ator, para Ronaldo Aguiar, Melhor Direção, para Carla Candiotto e Melhor Iluminação, para Wagner Freire. Segundo Melhor Espetáculo Infantil de 2015 pelo Jornal Folha de São Paulo.
O Circo Mínimo já apresentou espetáculos na Espanha, Inglaterra, Escócia, Alemanha, Colômbia, México e Argentina, além de diversos estados brasileiros. Foi um dos grupos fundadores da Central do Circo em São Paulo (1999 a 2004).

 


ZOL DESIGN - XHTML and CSS.